Procure aqui o que voce perdeu

venerdì 2 novembre 2012

O amor ainda estava lá....

Devia ter amado mais

Ter chorado mais
 Ter visto o sol nascer
 Devia ter arriscado mais
 E até errado mais
 Ter feito o que eu queria fazer...
 Queria ter aceitado
As pessoas como elas são
 Cada um sabe a alegria
 E a dor que traz no coração...

 O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
 O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...
 Devia ter complicado menos
 Trabalhado menos
 Devia ter me importado menos
 Ter visto o sol se pôr

 Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos

 Ter morrido de amor...


 Queria ter aceitado
A vida como ela é

 A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier...



 O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído



 O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar



 Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
 Ter visto o sol se pôr...


























































































APÊNDICE: A LÁPIDE DE EDGAR LEE MASTERS
Caros amigos, para os campos…
Depois de caminhar um pouco, eu peço perdão:
Estou com sono. Não há nada mais doce,
nem fado mais abençoado do que o sono.
Sou um sonho saído dum sono abençoado -
Vamos andar e ouvir a cotovia.

22 commenti:

  1. Incríveis as fotos que falam por si! beijos,chica

    RispondiElimina
  2. Achei fortíssimo (as expressões e tal)!Sou das que não visita cemitérios, fui só uma vez em toda a minha vida e foi na do Quim... e meio que me arrependi, sabe? Mas nada contra o ambiente, não.
    Parabéns pelas fotos! Passou muitos sentimentos...
    Um beijo!

    RispondiElimina
  3. gostei das fotos das flores e da foto do cachorrinho. não gosto de cemitério, fui só 3 vezes na vida e me fez mal. só tu pra me fazer passear aqui, né, danadinha?

    RispondiElimina
  4. Adorei a ideia do seu post hj Lolla... ficaram lindas as fotoooossss.... como smp...mas detesto ir no cemitério kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...curti...beijooosss

    RispondiElimina
  5. E vc me fez ir ao cemitério hoje, hein??? Chorei com a música!!!
    Eu vou a enterros por pura obrigação e solidariedade com quem fica... Igualmente não gosto de velórios, qdo meu pai morreu não fizemos...Enfim, cada um com seu costume e vontade.
    As fotos são lindas! Uma dúvida: vc pede às pessoas para fotografá-las? Sempre quero perguntar isso...
    Bjs, Lola! Vc tem uma sensibilidade incrível para juntar imagem,letra tudo!!
    Ah gostei da notícia sobre redes sociais! Outro dia conversa com a Manu, que deixei minhas senhas todas anotadas, daí poderão cancelar minhas contas :).
    Bjs, queridona!!!

    RispondiElimina
  6. Nossa Lola, vc é uma artista! Caraca hein!? Só tu merrrmo! Fazer do cemitério, uma poesia! Não é pra qualquer um não!

    Não tem fotógrafo de festa, batizado, parto e afins!? [#oi?!] Então, vc pode estar lançando a nova "modalidade"; fotografia de enterro, velório e afins, que tal!? #eiquehorror

    hauauauauhaahuahuahuauha... mas eu gostei! prontofalei.

    Beijos amadona!

    RispondiElimina
  7. diacuy, suas lentes são espiritualistas > demonstraram claramente as teorias reencarnacionistas: há mais vida na morte do que sonha a vã filosofia materialista...parabéns, sua kardecista espontânea...rs

    RispondiElimina
  8. Lola, vou te falar uma coisa.... cheguei as lagrimas, fiquei super emocionada...só me imaginar a dor de um adeus... ainda não perdi ninguem que amasse muito, muito.... ja perdi, tios, primos, primas até meu pai, mas nenhum deles tinham meu amor maior... e imaginar a real tristeza que isso pode me causar um dia me emocionou profundamente.
    Um beijo :)

    Blog da Gullo

    RispondiElimina
  9. Oi Lola!

    Sua danadinha, acabou me fazendo ir ao cemitério...rs
    Nossa, eu vi sem me ater muito aos detalhes as fotos pois não queria ir às lágrimas (mais) por conta do seu post carregado de sensibilidade, mas me chamou a atenção a lápide da criança. Quantas histórias e saudades... afff... até poderíamos pensar que o mundo é injusto, mas quem somos nós pra dizer isso, tão pequenos e ignorantes? Como diz minha tia, morrer faz parte da vida. E de acordo com o que acredito, não existe a morte de fato, mas que não á queremos, isso não queremos mesmo.

    Obrigada por compartilhar!

    Beijos.

    Clau

    RispondiElimina
    Risposte
    1. Este "á queremos" aí foi erro, desconsidere...rs

      Elimina
  10. Muito bom, lindas fotos que falam por si.
    Vou a cemitérios naturalmente, principalmente em solidariedade aos que ficam e nessa hora de dor um abraço faz um bem danado.
    Um abraço,
    Angela

    RispondiElimina
  11. Menina que post perfeito.
    Parabéns pelas fotos.
    Bjs e uma ótima semana;

    RispondiElimina
  12. Chorei viu. Fico terrivelmente entristecida com enterro. Choro sempre pela dor de famílias que não conheço.

    Perfeito o post. A letra da música. E principalmente as fotos.

    Parabéns, pra variar você arrasou.

    beijos

    RispondiElimina
  13. Fiquei impressionada com a lápide com as datas... a mãe enterrou todos os filhos! Parabéns pela iniciativa, ficaram lindas as fotos!
    Beijos

    RispondiElimina
  14. Já fui a muitos enterros de parentes Mãe, pai, avó, tia, prima, amigos ............... mas por solidariedade à família e ajudar a confortá-las (e a mim também, claro).
    Acredito que quando morremos viramos estrelas no céu (isto é, viramos pó!).
    Portanto cemitário nada significa para mim e não vou.
    Prefito conversar sempre com minhas estrelas do céu.
    Essa é minha opinião, mas respeito às dos outros também. Cada um pensa de uma maneira.
    Beijos.
    Beijos.

    RispondiElimina
  15. So vc mesmo Lolita, pra me fazer ir ao emiterio. Sinto uma aperto no coracao, nao a0o pensar na morte, mas na famila. Muito boas as fotos nao prestei atencao nas datas e nem quero mais ver essas fotos. Uau! sao muito reais, atraves do seu olhae eu estive lah. tou de coracao apertado... prefiro quando vc me faz rir...

    RispondiElimina
  16. As fotos falam por si e a combinação com o texto foi perfeita!
    Gostei muito da postagem.
    Parabéns por tratar com tanta sensibilidade uma data que para muitos é de tanto pesar e sofrimento!

    Grande abraço!

    Cláudia

    RispondiElimina
  17. Como não se emocionar com este post.
    Chorei e acredito que muitos que viram também choraram
    porque todos nós temos saudades de alguém que já se foi,
    pessoas que marcaram nossas vidas e que pra sempre vão estar em
    nossas lembranças...
    Linda música e ótima reflexão sobre a vida.
    Bjos...

    RispondiElimina
  18. Parabéns Lola, até em cenários melancólicos vc consegue fotos incríveis, ficaram demais! Amei! Bjooooss

    RispondiElimina
  19. Tu é doida Lola!

    eu nunca teria coragem de fotografar pessoas assim, como tu faz...menina, nunca ninguem te esculhambou? ahahaha, doida!! e ainda foi no cemiterio, pelamor!

    brincadeiras a parte, eu adoro cemiterios! acho o lugar mais calmo que existe na face da terra (claro, nao em dia de finados). A vegetacao e a observacao das datas que as pessaos morreram sempre me comovem. Tem um aqui, Lola do ceu, que as pessoas ja morreram ha quase duzentos anos! amiga!!
    que louco ne?

    As fotos estao maravilhosas! preciso falar isso mesmo?? é tao obvio! tu ta ficando melhor a cada dia,querida.

    RispondiElimina
  20. Poesia no adeus.
    Vc captou muito bem todos os detalhes, o povo comum se despedindo dos seus entes queridos, a chama ardendo, o padre benzendo e o cachorro ali...

    Parabéns.

    É curioso ver como a nossa cultura teme a morte, né? É tão tabu qto falar de sexo.

    Beijo

    RispondiElimina