Procure aqui o que voce perdeu

mercoledì 5 marzo 2014

Eu as vezes adormeço, porque quero sonhar.



Tudo começou com este post da Fernanda Reali:



Escrevo para pedir para Fernanda  dizer para amiga dela que como na música da Fiorella Mannoia eu as vezes me adormeço porque quero sonhar e sonho.
Sonho com minha mãe costurando e pintando suas telas nos dias de chuva, ela amava pintar o mar  revolto nos dias chuvosos, eu achava os quadros bem feios, mas dizia sempre que eram lindos.
Sonho com minha mãe cantando: Eu sou nuvem passageira que com o vento se vaaai. 
E ela foi. 
Sonho com meu pai chegando em casa e gritando lá do portão: Oh que menina linda!
Sonho com sua mão peluda, com seus beijos molhados  eu enxugava meu rosto na mesma hora sem cerimônia.
Sonho com ele fazendo rimas, contando piadas, falando bobagens ele roubava sorrisos das pessoas mais sérias.
Sonho com o assobio dele.

Ele assobiava a música assum preto e nos meus sonhos eu assobio pra ele:

Assum Preto, o meu cantar
É tão triste como o teu
Também roubaro o meu amor
Que era a luz, ai, dos óios meus
Também roubaro o meu amor (vc pai)
Que era a luz, ai, dos óios meus.


E fala pra ela Fernanda, não esquece por favor, que eu sonho com minha irmã e nestes sonhos eu sou tão feliz, porque eu brinco,  rio, brigo, viajo,faço dieta, crio filhos, troco receitas, abraço, beijo, faço isso desde que nasci, como se o tempo não existisse, a distância tão pouco e nós duas, só nós duas vivemos a maior das alegrias que é dividir os mesmos pais, a nossa infância,nossa história, nossa alma.
Só nós. Isso ninguém é capaz de dar  porque ninguém é capaz de  tirar.

Ah e se você for vê-la dá um beijo nela?

A música da Fiorella? É esta:





Io la sera mi addormento
e qualche volta sogno perché voglio sognare
e nel sogno stringo i pugni
tengo fermo il respiro e sto ad ascoltare.
Qualche volta sono gli alberi d'Africa a chiamare
altre notti sono vele piegate a navigare.
Sono uomini e donne piroscafi e bandiere
viaggiatori viaggianti da salvare.
Delle città importanti mi ricordo Milano
livida e sprofondata per sua stessa mano.
E se l'amore che avevo non sa più il mio nome.
E se l'amore che avevo non sa più il mio nome.
Come i treni a vapore come i treni a vapore
di stazione in stazione di porta in porta
e di pioggia in pioggia
di dolore in dolore
il dolore passerà.
Come i treni a vapore
come i treni a vapore
il dolore passerà.
Io la sera mi addormento
e qualche volta sogno perché so sognare
e mi sogno i tamburi della banda che passa
o che dovrà passare.
Mi sogno la pioggia fredda e dritta sulle mani
i ragazzi della scuola che partono
già domani.
Mi sogno i sognatori che aspettano la primavera
o qualche altra primavera da aspettare ancora
fra un bicchiere di neve
e un caffè come si deve
quest'inverno passerà.
E se l'amore che avevo non sa più il mio nome.
E se l'amore che avevo non sa più il mio nome.
Come i treni a vapore come i treni a vapore
di stazione in stazione e di porta in porta
e di pioggia in pioggia
di dolore in dolore
il dolore passerà


19 commenti:

  1. Que post lindo Diacuy. Chorei.
    Beijão.

    RispondiElimina
  2. Lindo!!! Oh minha infancia tbem...

    RispondiElimina
  3. chorei de novo. aff, borrei meu rímel de 9,99. vcs duas são muito especiais, muito, e não só uma para a outra, mas para nós, que pegamos os respingos desse afeto! obrigadaaaa

    RispondiElimina
  4. ♥ Amor em palavras, em pensamentos. Me emocionei!
    Obrigada por compartilhar tantas coisas lindas!!!

    RispondiElimina
  5. Ai Lola... Não vale, lindo isso, chorei...

    RispondiElimina
  6. Que lindo, me emocionei. Engraçado como temos saudades em comum uns com os outros, isso prova que todos queremos as mesmas coisas, temos sonhos parecidos e que nada é mais importante que amar sem medida, sem hora, sem tempo de acabar... Costumo usar a seguinte frase: EM PEDAÇOS DOS MEUS DIAS LEMBRO DE TODA A MINHA VIDA!!

    RispondiElimina
  7. Belas e emocionantes lembranças...

    RispondiElimina
  8. Ai que lindo,me emocionei! As melhores lembranças...

    RispondiElimina
  9. Sua sensibilidade me comove, menina Lola. Menina Diacuy. Um prazer conhecer pessoas como você. Pena que não tenha a companhia dos seus pais, mas eles têm você...Um legado maravilhoso.
    Beijo.

    RispondiElimina
  10. Respingada de afeto.
    Assim estou! Beijo.

    RispondiElimina
  11. Ahhh você me fez voltar à minha infância e lembrar muitas coisas maravilhosas que passei ...........
    Você é sensível e passa isso para nós.
    Beijos querida.

    RispondiElimina
  12. ai que tb chorei...ai que tô chorona..beijus

    RispondiElimina
  13. Olá, querida
    Quando me lembro da infância sinto alegria pois foi a melhor fase da minha vida, visto de hoje...
    Lindo post!!!
    Bjm fraterno

    RispondiElimina
  14. Post lindo! Tive saudades do colo e olhar da minha mãe.
    Bjs

    RispondiElimina
  15. Minha cara, minha linda, que desabafo lindo é esse?(foi esse nome que você deu né?...eu diria depoimento para posteridade)
    Lembrei de tantas coisas adormecidas...tenho meus pais, não perto de mim infelizmente, mas tenho muitas saudades desse tempo que você narrou, onde os personagens principais eram pais e irmãos...
    Lembranças da máquina de costura funcionando, a bagunça do quartinho de costura (que me irritavam por demais), meu pai coando o café, minha irmã procurando alguma coisa da dieta dos coelhos pra comer, minha mãe cantando Roberto Carlos no tempo que ele não era um vendido ainda..kkk, meu irmão acabando de engolir o café da manhã e perguntando o que ia ter no almoço, enfim...você sabe.
    Mexeu tanto comigo essas suas lembranças, você nem faz ideia...
    Valorizar essas coisas e trazê-las para a nova realidade, com os novos personagens, marido e filhos, é uma forma de não deixá-las morrer nunca, não acha?
    Quero que meus filhos recordem com saudade do nosso cotidiano.
    Os seus certamente recordarão! Beijo!!!

    RispondiElimina