Procure aqui o que voce perdeu

martedì 29 dicembre 2015

Oh my God Esqueci minha carteira!

Outro dia vi no Twitter este post da Nina Lemos (adoro).


Me lembrou o que aconteceu comigo quando eu morava na Espanha, estar fora do meu país me aguça antigas memórias o que provavelmente não aconteceria se estivesse na minha casa no Brasil.


Estou na fila do caixa do supermercado, junto a outras dez señoras que em conjunto formamos uma gangue selvagem de mulheres entre quarenta e noventa e cinco años dispostas a tudo para que a fila ande mais rapido.
Devo confessar que estas mulheres maquiadíssimas, penteadíssimas as 10:30 da manha com cara de mal humor me dão medo, me sinto pequena , diferente.
A mulher atrás de mim com um terninho com botoes dourados imitacao Chanel, salto quinze deve crer que está muito elegante as 10:30 da manha no Carrefour um sol la fora que nem te conto.
Outra mais atrás com moleton e tenis de salto e cara de poucos amigos e amigas, impoe respeito.
Talvez se eu fosse mais alta as pessoas me olhariam diferente.
Talvez se fosse mais inteligente ou mais futil teria mais amigas.
O fato é que acontecimentos como estes que vou contar agora, me fazem sentir com uma peca de quebra cabecas na caixinha errada, nao encaixo.
Mas nao vem ao caso.
O caso é que estou na fila do supermercado amarrada a um carrinho mais ou menos lotado me perguntando como vou levar tudo isso, ja que nao tenho  carro e possuo só dois braços. Estou espremida entre uma massa de señoras gritonas, entao pensei que tem fases da nossa vida que parecem filas de supermercado: Lenta, incomoda e cheia de gente insuportavel.
Uma señora que tinha só uma garrafa de candida nas maos tenta furar a fila, diante daquelas mulheres bem vestidas e com cara de quem quer vomitar, ela olha pra mim e intui que eu seria a única que a deixaria passar sem reclamar.
Foi o que fiz.
Quando entao escutei o resto da fila:
- Sera posible Señora? No se haga la sueca que nosostras vamos primero!!!!
E olhando pra mim: -  Mira, a ver, que no te cuele otra de estas , parece que estas dormida!!!
A gritaria continua até que a moca do caixa resolve acalmar os animos :
- No passa nada es solo una botella de lejia (Candida)
Por fim chega a minha vez:
A moca do caixa com uniforme de aeromoca, cabelo impecavel, mas um humor de cao comeca a passar os produtos:
- Cerveja para o Paolo.
- Coca cola light para os meninos
- detergente
- Pato purific " mais limpeza para o seu lar, mais saude para sua familia"
- Champingnon ( dizem que antioxidante)
- Aspargos 
- ovos frescos
- atum
- ervilha
- pao de forma integral
- iogurte "sin grasa"  ( leia-se grassa) para mim. ( Os espanhois acharam o termo certinho para definir um alimento sem gordura " sin grasa"). iogurte inteiro para as criancas.
- neutralizador de odor para banheiros ( ninguem é perfeito)
- creminhos anti decadencia para mim.
- Tomate pelado
- agua muuuuita agua.
- Vinho para o Paolo
Bem ta tudo aqui acho que nao me esqueci de nada.
A medida que ela vai passando os produtos tiro da minha bolsa umas cinco sacolas  confeccionadas com saco de estopas ( acho-as lindas e tem a coisa de ser ECO)
Me esforco para ir o mais rapido possivel, porém não é facil, me perco um pouco na hora de separar: pereciveis, frageis, limpeza etc.
Eu tento acelerar, mas a cara feia da moca do caixa me deixa mais atrapalhada ainda.
Enfio a mão na bolsa: - cadê minha carteira. Ai meu deus, nao acho minha carteira.
Comeco a ficar vermelha.
esqueci a carteira.
Ai o que faco???
As outars mulheres na fila comecam a ficar furiosas, seus rostos se transfiguram igual em filme de terror do SBT
A caixa me diz:- Señora es para hoy??? Es que nao tenemos todo el dia!
Uma señora na fila que parecia uma avozinha doce calminha, vociferou: - Isso digo eu, deixei minha panela no fogo.
Outra mulher loira com a raiz do cabelo preta comeca a fazer gestos como quem diz: - Que imbecil!
A ultima da fila uma mulher gordota vem ate a mim e me diz que era para deixar ela passar porque ela estava atrasada para academia, entao pensei: Só se for Academia de Belas artes, ou Academia de letras, se for de ginastica me informe por favor para eu denunciar ao procom.
A caixa olhou pra mim e me perguntou: -  como vamos resolver ?
Nunca senti tanto medo de uma cara tao feia, mais feia que o boi da cara preta.
Eu sugeri deixar as sacolas la e depois voltar para pagar, ja que quando eu mencionei para cancelar ela disse que nao iria fazer pois a compra era grande e tinha que cancelar produto por produto sobre tudo fila  estava grande.
Parece que esta fato troxe um elemento de animacao a rotina do supermercado. De
 repente , patinadores, a moca do atendimento ao cliente, o gerente, todos estavam ali querendo participar do fato curioso.
A mulher de bata florida disse em um tom que nao era para eu escutar, mas escutei: 
- Talvez ela tenha tido um desgosto hoje!
Sua amiga concorda. Outra señora entra na conversa e diz: Outro dia eu tive uma briga com meu marido e saí de pijama na rua sem perceber!!! Um desgosto faz uma mulher perder a cabeca.
Foi quando a chiquezinha imitacao Chanel disse: Depois que este bairro ficou na moda, vieram viver aqui estes hippies, cada tipo!
Pensei Hippie eu!!! De onde ela tirou isto? Ja sei, tirou da bolsa com corrente dourada, do terninho com botoes dourados do colar dourado e dos aneis tambem.
Olhei pra mim, sacolas de estopas, calca jeans desbotada, chinelos havaianas, camiseta Mango basica € 3,45, cabelo precisando de um corte. 
Basta!!!
Agora quem esta furiosa sou eu.
A caixa se voltou pra mim e disse: - Bonitaaa, entoces me diras que hacemos, non tenemos todo el dia!
ANULALO TODO!!!!!
Ahhh????
ANULALO TODO!!!!!
Peguei as sacolas retirei tudo que havia colocado, enquanto eu fazia isso, ela ( a replica do boi da cara preta), comentou com o resto da fila: - Estas tías que se creen que las demás estamos aqui para servilas.
Terminei. Deixei ali a mercadoria, peguei minhas sacolas e fui embora sem olhar para traz, nao olhei para o lado nem para atravessar a rua, pedindo a Deus para nao morrer atropelada, já que tenho dois filhos para criar e um monte de livros que comprei e ainda não li  e ainda  aproveitar os saldos de verao. Tudo isso enquanto atravessava a rua, deve ser aquele filminho que as pessoas dizem que passa quando nossa vida está por um fio.
Quando chego em casa, vejo a carteira em cima da mesa, me dá uma vontade de assasina-la a facadas, após uma sessao de tortura seguida de morte e evadir-me do local sem deixar pistas.

A Nina Lemos teve mais sorte que eu? Vive em um país mais educado que eu na época? É mais comunicativa? Se impõe melhor?
Não sei, só sei que confiro várias vezes se a carteira está na bolsa antes de sair de casa.

14 commenti:

  1. rsrs Você tem um delicioso senso de humor, Lola. que situação, hein? Não dá para imaginar um supermercado deixar as compras esperando o freguês voltar, ainda mais na Alemanha. rs É mais fácil aceitar isso, pq ninguém vai às compras com a intenção de deixar de levá-las para casa. Gostei de ler. Beijos.

    RispondiElimina
  2. Kkkkkkkk adorei!! Passo por isso diarismente!! Ontem fui na PoundLand aqui e londres, peguei duas diet coke, 0,49 cada ai a mulher do caixa disse que era 2 pounds, eu com meu English beautiful, nao entendi porra nenhuma, e repetiu 3 x e eu nada, a fila imensa! Bom resumo da opera, a caixa saiu do caixa e colocou mais 4 cocas na minha sacola !!! Kkkk era alguma Promoçao! Uma senhorinha fofa tentou me explicar , nao entendi tb! Ok paguei 1 libras e um monte de diet coke! Sai roxo da PoundLand! Kkk bjs

    RispondiElimina
  3. Adoreeeei o texto. É a terceira tentativa para deixar um comentário aqui. Tomara que consiga.

    Dia, daz um livroooo! Uma foto numa página e o teu texto na outra. Vai ser sucesso!

    RispondiElimina
  4. Acho que a Fernanda tem razão. Recebo seus textos por e-mail e amo.

    Consigo através das suas palavras sentir exatamente o que vc sentiu (a leitura traz isso). Em suma, amei seu texto e expressão.
    Beijos sua linda!

    RispondiElimina
  5. Rindo até morrer aqui.
    Imaginando as figuras da fila.

    RispondiElimina
  6. adorei o texto, quanto humor. kkkkk

    RispondiElimina
  7. Kkkkk..... adorei! Consegui viver com vc a cena....

    RispondiElimina
  8. Kkkkk..... adorei! Consegui viver com vc a cena....

    RispondiElimina
  9. A vida na gringa é dificil mesmo, explicar o problema de vazamento para o encanador em um outro idioma, reclamar dos serviços de Internet que nao funciona como nao deveria. Haja paciência! rsrsrs

    RispondiElimina
  10. Leio seus textos e fico pensando... como é possível construir filosofia à partir de um fato do cotidiano?
    Pois você consegue rsrsrrs
    Percebe que tem filosofia aqui?
    Sem contar o humor, porque, olha, desculpa mas eu ri...
    E concordo com Fernanda: livro, urgente!
    Foto e texto, pensa numa coisa que ficaria linda?!
    E minha sugestão seria: introdução feita por amigas blogueiras, umas 10.
    Já pensou? Seria lindo!!!

    beijossss

    RispondiElimina
  11. Ai Elaine morri de felicidade por um elogio desse naipe feito por vc. Obrigada mesmooooo

    RispondiElimina
  12. O livro seria ótimo mesmo, pois é a segunda vez que fico com vontade de virar a página e continuar, lendo seus escritos.

    RispondiElimina